Aditivos

Avaliação da um inativador de micotoxinas frente a um adsorvente em leitões

PDF

Para ler mais conteúdo de nutriNews Brasil 4 Trimestre 2021

Micotoxinas são produtos secundários do metabolismo de fungos, e sua presença nos grãos utilizados para a fabricação de rações pode causar diversos problemas zootécnicos e sanitários na suinocultura intensiva.
As micotoxinas de maior importância para a produção animal são produzidas por fungos dos gêneros Aspergillus e Fusarium quando expostos a determinadas circunstâncias ambientais e nutricionais. Enquanto as micotoxinas produzidas pelos Aspergillus (p. ex. Aflatoxina) são formadas especialmente pós-colheita ou na estocagem dos grãos e rações, aquelas produzidas pelos Fusarium (p. ex. Fumonisina, Tricotecenos e Zearalenona) são originadas geralmente no campo.
inativador de micotoxinas
inativador de micotoxinasEste é um dos motivos pelos quais observa-se uma redução na ocorrência de Aflatoxinas, quando há melhoras nas condições de tratamento e estocagem de grãos, porém o mesmo não ocorre com Fumonisinas, Zearalenona e Tricotecenos.
Além disso, o plantio direto sobre palha aumenta a ocorrência dos fungos do gênero Fusarium e, consequentemente, observa-se maior contaminação dos grãos por micotoxinas derivadas de seu crescimento.
Cada micotoxina possui características moleculares específicas, que determinam a forma e grau de toxicidade para os animais. Porém, sabe-se que grande parte das micotoxinas, mesmo em níveis considerados baixos, são potentes agentes imunossupressores.
O modo tradicional de prevenção das micotoxicoses em suínos é através do uso de adsorventes, sejam eles minerais ou orgânicos. Os adsorventes sequestram ou adsorvem as toxinas, impedindo sua absorção intestinal. Consequentemente, reduzem-se os efeitos nocivos para o organismo do animal.
A dificuldade de adsorção das micotoxinas oriundas dos fungos Fusarium, associada à evolução na área de biotecnologia, permitiram o desenvolvimento de novas tecnologias para o controle de micotoxinas.
Pesquisadores húngaros desenvolveram um Inativador Enzimático de Micotoxinas, derivado da fermentação de leveduras do tipo Saccharomyces. Este inativador (DETOXA PLUS®) possui um complexo enzimático para a biotransformação das principais micotoxinas que afetam os suínos, especialmente aquelas que não são adequadamente sequestradas pelos adsorventes convencionais.

MATERIAL E MÉTODOS
inativador de micotoxinasO experimento foi conduzido pelo Instituto Federal Catarinense, em uma unidade produtora de leitões localizada na cidade de Concórdia/SC. A propriedade possui cerca de 150 matrizes, submetidas a manejo reprodutivo de 21 dias, e é integrada a uma importante cooperativa regional.
inativador de micotoxinasOs leitões provenientes de dois desmames consecutivos, foram classificados com o objetivo de obter grupos homogêneos (peso e sexo) e divididos em 2 tratamentos denominados de:
 
Grupo Controle (GC) e
Grupo Teste (GT)

A ração fornecida durante todo o período de creche dos animais pertencentes ao Grupo Controle continha 2 kg/ton de um adsorvente comercial antimicotoxinas, composto por parede de levedura, aluminossilicatos e fitoterápicos.
A ração fornecida ao Grupo Teste continha em sua formulação 1 kg/ton de um Inativador Enzimático de Micotoxinas (DETOXA PLUS®). Foram realizadas duas repetições (desmames) com, respectivamente, 130 e 112 leitões, marcados individualmente com brincos e pesados na entrada e na saída da creche.
inativador de micotoxinasEm cada repetição, os leitões foram divididos igualmente entre Grupo Teste e Grupo Controle e distribuídos em 4 baias (GT = baia 1 e baia 2; GC = baia 3 e baia 4). O período de creche durou 35 dias na primeira repetição e 40 dias na segunda.
A dieta durante o experimento foi dividida em 3 fases:

Pré-Inicial 1,
Pré-Inicial 2 e
Inicial

A ração foi misturada na propriedade e pesada antes de ser fornecida aos animais. Todas as dietas produzidas foram amostradas para quantificação de micotoxinas.
Os parâmetros zootécnicos avaliados foram: Ganho de Peso Total (GP), Ganho de Peso Diário (GPD), Consumo de Ração (CR) e Conversão alimentar (CA).
inativador de micotoxinasOs dados foram submetidos à análise de variância através do procedimento GLM, além da realização de estatísticas descritivas. Baseando-se nos dados de conversão alimentar, foi calculado o custo de produção por leitão e, posteriormente, o ganho econômico obtido a partir do tratamento com o Inativador Enzimático de Micotoxinas (DETOXA PLUS®).

inativador de micotoxinasRESULTADOS E DISCUSSÕES
Os resultados das análises de micotoxinas da ração fornecida nas duas repetições do experimento são apresentadas na tabela abaixo, onde também comparam-se com os limites máximos recomendados pelo LAMIC
– UFSM (www.lamic.ufsm.br). As análises foram realizadas no laboratório MERCOLAB.
inativador de micotoxinas
Não foi observada diferença significativa no consumo de ração entre os grupos controle e teste nas duas repetições realizadas. Porém, como o ganho de peso foi afetado pelos tratamentos, o parâmetro conversão alimentar apresentou melhoria significativa nos Grupos Teste (DETOXA PLUS®).
inativador de micotoxinas
O grupo que recebeu o Inativador Enzimático (DETOXA PLUS®) apresentou índice de conversão alimentar 11,33% menor que o grupo com ração contendo o adsorvente (1,41 contra 1,59) no primeiro desmame.
A segunda repetição demonstrou padrão semelhante, com uma conversão 7,73% menor no grupo tratado com o Inativador Enzimático (1,55 contra 1,68). Esta melhoria significa uma diminuição de 2,71 kg de ração necessária para que um leitão de 6 kg chegue a um peso de 23,5 kg.
inativador de micotoxinas

Em relação ao Ganho de Peso Total e ao Ganho de Peso Diário, os grupos tratados com o Inativador Enzimático também apresentaram resultados superiores em ambas repetições. O GPD do Grupo Teste foi 35 e 29 g superior ao Grupo Controle nas repetições 1 e 2, respectivamente.
inativador de micotoxinas
Avaliando toda a fase de creche, os leitões que receberam a dieta contendo o Inativador de Micotoxinas apresentaram Ganho de Peso Total 1,02 kg e 1,17 kg (Repetição 1 e 2, respectivamente) superior ao grupo tratado com o adsorvente.

inativador de micotoxinasEm média, o grupo alimentado com o Inativador Enzimático (DETOXA PLUS®) ganhou 1100 g de peso vivo a mais durante o período de creche, comparado ao grupo com adsorvente.
Esta diferença equivaleria à aproximadamente 2 dias a menos na creche, possibilitando maior vazio sanitário ou maior peso de saída da creche e assim, maior rentabilidade.
Os resultados do experimento demonstraram ganhos significativos de performance (Conversão Alimentar e Ganho de Peso) em leitões que consumiram o Inativador Enzimático de Micotoxinas (DETOXA PLUS®), comparados aos que consumiram ração contendo o adsorvente comercial.
A inclusão de DETOXA PLUS® gerou um resultado econômico excelente ao produtor durante a fase de creche.

Banner Evento ESG Simposio Leite Integral
Itpsa nutri br 0722
Yes
ABvista

MAIS CONTEÚDOS DE VETANCO

Dados da empresa

MAIS SOBRE Aditivos

ESCUTE A REVISTA EM agriFM

agriFM

SE UNA A NOSSA COMUNIDADE NUTRICIONAL

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - O podcast do sector pecuário em espanhol
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agropecuárioagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor pecuário.