A qualidade da água e sua importância para lucratividade na pecuária

29 Mar 2021

A qualidade da água e sua importância para lucratividade na pecuária

Além de ser essencial para a vida dos seres humanos, a água com qualidade é um fator primordial, também, para o bom desempenho e saúde dos rebanhos, garantindo mais lucratividade para pecuaristas tanto em sistemas a pasto quanto em confinamentos. O zootecnista Bruno Marson, da Connan Geração de Resultados, falou sobre o assunto em entrevista recente.
“O bovino pode perder 100% de sua gordura corporal ou até 50% de seu tecido muscular, que ainda se mantém vivo, mas se perder de 10 a 12% do volume de água do corpo pode chegar a óbito”, relembra Bruno.
Segundo o zootecnista, um experimento mostrou que, após a distância de 500 metros da fonte de água, a cada 1 km de acréscimo na caminhada, os animais podem deixar de ganhar, diariamente, 40g/km em terrenos planos; 53 g/km em espaços com leves ondulações e até 60g/km em campos ondulados.
Essas perdas impactam diretamente os resultados dos índices de ganho médio diário do rebanho e, consequentemente, o lucro final da propriedade”.

QUALIDADE 

A condição da água também pode afetar negativamente o crescimento, a reprodução ou a produtividade dos animais. Além disso, quando é disponibilizado ao animal duas opções de fonte de água, um lago e um bebedouro por exemplo, o bovino tende a optar pela segunda opção justamente por apresentar melhor qualidade.
“Os lagos, em sua maioria, apresentam índices consideráveis de contaminação por fezes de animais, que são sentidos pelo rebanho, que passa a reduzir o consumo ou recusar a água”, afirma Marson.
Segundo o zootecnista, o bovino consegue perceber a contaminação da água em percentuais a partir de 0,05 mg/l, quando passa a buscar outra fonte de água. A partir de 2,5 mg/l, já pode-se perceber uma redução no consumo de água e, com índices acima de 5 mg/l, o animal passa a consumir menos matéria seca, ou seja, pasto, suplemento e ração.
Outro dado de importância é o referente a distância das fontes de água em áreas de pastagens. “Quando o animal caminha demais para encontrar água de qualidade tende a apresentar um desempenho menor”, diz Marson.
A dica do zootecnista é instalar diversos bebedouros espalhados pela propriedade, de acordo com o sistema de produção e a viabilidade. Além disso, Marson recomenda que se mantenha uma frequência de limpeza bem estabelecida.
Em um sistema de confinamento, por exemplo, em que o bebedouro é a única fonte de água, essa limpeza deve ser feita ao menos duas vezes por semana, já que os animais possuem uma dieta mais farelada e a lotação é maior.
A água é um fator produtivo, assim como a genética, a nutrição e o manejo de pastagem e, por isso, interfere muito nos resultados da propriedade. Por essa razão é muito importante estar atento na qualidade da água oferecida ao rebanho, para que o animal se desenvolva bem e a lucratividade da fazenda seja garantida”.

Fonte: Caio Budel | Associação Brasileira de Zootecnistas (ABZ)

Yes
agriNews FM pt
Vetanco
Alltech rp
Relacionado con Nutrição Animal
Últimos posts sobre rumiantes Nutrição Animal
Sectoriales sobre rumiantes Nutrição Animal
Yes
Alltech rp
ABvista
BANNER Tabelas Brasil

REVISTA NUTRINEWS BRASIL

Assine agora a revista técnica de nutrição animal

SE UNA A NOSSA COMUNIDADE NUTRICIONAL

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - O podcast do sector pecuário em espanhol
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agropecuárioagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor pecuário.