16 Dec 2021

Novos recordes de produção e consumo em 2021 e 2022 são projetados pela ABPA

A ABPA projetou novos recordes de produção, exportações e consumo para a avicultura e a suinocultura do Brasil para 2021 e 2022. Clique aqui e acompanhe essas projeções!

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) projeta novos recordes de produção, exportações e consumo para a avicultura e a suinocultura do Brasil para 2021 e 2022. Os números foram divulgados em coletiva on line de imprensa realizada hoje. Com relação à carne de frango, a produção deverá alcançar neste ano até 14,350 milhões de toneladas, número 3,5% superior ao registrado no ano passado, com 13,850 milhões de toneladas. Já o volume projetado para 2022 poderá chegar até 14,900 milhões de toneladas, volume 4% maior em relação a 2021.
Em exportações, as projeções apontam para embarques totais neste ano de até 4,580 milhões de toneladas, número 8% superior ao alcançado em 2020, com 4,231 milhões de toneladas. Em 2022, as vendas internacionais poderão chegar a 4,750 milhões de toneladas, volume que supera em 5% as exportações projetadas para 2021.
Com relação a consumo per capita, o índice deverá alcançar este ano 46 quilos per capita, número 2% maior que o consumo registrado em 2020, com 45,27 quilos. Já em 2022, o consumo per capita projetado alcança 48 quilos, número 4% maior que o esperado para  2021.
Tanto a produção quanto exportações projetadas para 2021 e 2022 são recordes históricos.
Projação ABPA 2021 2022
No caso de carne suína, a produção deverá alcançar neste ano até 4,700 milhões de toneladas, número 6% superior ao registrado no ano passado, com 4,436 milhões de toneladas. Já o volume projetado para 2022 poderá chegar até 4,850 milhões de toneladas, volume 4% maior em relação a 2021.
Em exportações, as projeções apontam para embarques totais neste ano de até 1,130 milhão de toneladas, número 10,5% superior ao alcançado em 2020, com 1,024 milhão de toneladas. Em 2022, as vendas internacionais poderão chegar a 1,200 milhão de toneladas, volume que supera em 7,5% as exportações projetadas para 2021.
Com relação a consumo per capita, o índice deverá alcançar este ano 16,80 quilos per capita, número 5% maior que o consumo registrado em 2020, com 16,06 quilos. Já em 2022, o consumo per capita projetado alcança 17,30 quilos, número 3% maior que o esperado para 2021.
Tanto a produção, quanto às exportações e o consumo per capita projetados para 2021 e 2022 são recordes históricos.Projação ABPA 2021 2022
Por fim, para ovos, a produção deverá alcançar neste ano até 54,503 bilhões de unidades, número 1,8% superior ao registrado no ano passado, com 53,533 bilhões de toneladas. Já o volume projetado para 2022 poderá chegar até 56,200 bilhões de toneladas, volume 3% maior em relação a 2021. Com relação a consumo per capita, o índice deverá alcançar este ano 255 unidades capita, número 1,55% maior que o consumo registrado em 2020, com 251 unidades.
Já em 2022, o consumo per capita projetado alcança 262 unidades, número 2,5% maior que o esperado para 2021.
Em exportações, as projeções apontam para embarques totais neste ano de 9,550 mil toneladas, número 52,9% superior ao alcançado em 2020, com 6,250 mil toneladas. Em 2022,as vendas internacionais poderão chegar a 10,200 mil toneladas, volume que supera em 6,5% as exportações projetadas para 2021.
Tanto a produção quanto o consumo per capita projetados para 2021 e 2022 são recordes históricos.
Projação ABPA 2021 2022
 
 
 

Fonte: Assessoria de Imprensa ABPA 

BANNER Tabelas Brasil
perstorp-pt
Alltech rp
zinpro robapaginas
Relacionado com Mercado
BANNER Tabelas Brasil
zinpro robapaginas
Yes
Vetanco

REVISTA NUTRINEWS BRASIL

Assine agora a revista técnica de nutrição animal

SE UNA A NOSSA COMUNIDADE NUTRICIONAL

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - O podcast do sector pecuário em espanhol
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agropecuárioagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor pecuário.