21 Sep 2022

Efeito do estresse térmico crônico no TGI de frangos de corte

Efeito do estresse térmico crônico na histologia gastrointestinal e na expressão de hormônios reguladores do consumo de ração em frangos […]

Efeito do estresse térmico crônico no TGI de frangos de corte

Efeito do estresse térmico crônico na histologia gastrointestinal e na expressão de hormônios reguladores do consumo de ração em frangos de corte

 

O estresse por calor (ET) é um grande problema para a indústria avícola devido aos seus profundos efeitos na saúde animal, bem-estar e produtividade. O ET resulta da termorregulação desequilibrada que ocorre quando os animais produzem ou ganham mais calor em relação à sua capacidade de dispersá-lo no ambiente (Gonzalez-Rivas et al., 2020). Tal condição afeta a fisiologia do frango determinando múltiplos distúrbios que envolvem os sistemas imunológico e endócrino, bem como o desequilíbrio eletrolítico (Gonzalez-Rivas et al., 2020).

O trato gastrointestinal (TGI) é particularmente sensível ao estresse térmico (Tellez et al., 2017), de modo que pode ser considerado o tecido mais vulnerável em frangos de corte estressados ​​pelo calor (Quinteiro-Filho et al., 2010). Demonstrou-se que altas temperaturas afetam negativamente o desenvolvimento intestinal (Garriga et al., 2006), resultando em danos às células epiteliais da mucosa e atrofia das vilosidades, bem como em função de barreira da mucosa prejudicada e composição da microbiota alterada (Santos et al., 2015).

Vetanco Alltech rp

Uma das primeiras respostas dos frangos de corte à alta temperatura ambiental é a queda no consumo de ração para limitar a produção metabólica de calor (Gonzalez-Rivas et al., 2020). Os mecanismos que controlam o consumo de ração em espécies de aves são complexos, envolvendo o eixo intestino-cérebro, bem como sinais hormonais e não hormonais atuando por meio da integração com o sistema nervoso central (Tachibana e Tsutsui, 2016).

Muitos estudos revelaram que alguns hormônios gastrointestinais participam da modulação do consumo de ração em aves e mamíferos (Tachibana & Tsutsui, 2016, Honda et al., 2017). Vários autores relataram que a exposição prolongada ao calor altera a expressão de neuropeptídeos cérebro-intestinais em aves (Song et al., 2012, Lei et al., 2013, Chowdhury, 2019).

Portanto, entender as variações no número de células enteroendócrinas (CEEs) expressando alguns hormônios e aminas biogênicas, envolvidas na regulação do consumo de ração, pode revelar importantes mecanismos fisiológicos pelos quais altas temperaturas ambientais influenciam negativamente o consumo de ração e o desempenho de crescimento de frangos híbridos modernos de crescimento rápido.

ABvista
Vetanco
agriNews FM pt
BANNER Tabelas Brasil

Assim, o objetivo desta pesquisa foi fornecer uma caracterização abrangente das alterações morfológicas e morfométricas induzidas por condições crônicas de ET nas principais seções do TGI de frangos, como:

Além disso, a presença e distribuição de CEEs expressando alguns hormônios reguladores do consumo alimentar/amina biogênica foram avaliadas nos diferentes segmentos do TGI na tentativa de fornecer informações adicionais sobre os mecanismos que controlam o consumo alimentar sob exposição ao calor.

 

Materiais e métodos

Trezentos pintos machos de 300 dias de idade (Ross 308) foram divididos em duas instalações experimentais apresentando características idênticas. As aves colocadas na primeira instalação foram submetidas a condições termoneutras (TN) durante todo o período de ensaio (0-41 dias de idade da ave; grupo TN, seis repetições de 25 aves/cada).

Nesta instalação, as temperaturas ambientais foram consistentes com as recomendações atuais para frangos de corte de crescimento rápido (ou seja, 0 dia: 30 °C; 3 dias: 28 °C; 6 dias: 27 °C; 9 dias: 26 °C; 12 dias: 25°C; 15 dias: 24°C; 18 dias: 23°C; 21 dias: 22°C; 24 dias: 21°C; 27 dias em diante: 20°C).

As aves alojadas na segunda instalação foram criadas em condições ambientais semelhantes às aplicadas para o grupo TN até 35 dias de idade e depois submetidas a ET crônica (30 °C por 24 h/dia) nos últimos 6 dias do ciclo de criação (35–41 dias de idade das aves; grupo ET, seis repetições de 25 aves/cada).

A temperatura ambiente foi monitorada durante o período de ET como mostrado em Zampiga et al. (2021a). A umidade relativa flutuou entre 40 e 55% em ambas as salas durante o período experimental. A ração (dieta basal comercial; forma de farelo) e a água foram administradas ad libitum.

A densidade populacional e o fotoperíodo foram consistentes com a legislação da UE (Diretiva 2007/43/CE). Além disso, todos os aspectos relativos à criação, manuseio e processamento de aves estavam de acordo com a leTGIslação da UE em vigor (Diretiva 2007/43/CE; Regulamento 1099/2009/CE; Diretiva 2010/63/UE). O protocolo experimental (ID: 1031/2019) foi avaliado positivamente e aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade de Bolonha.

Conclusão

A ET crônica induz alterações morfométricas não apenas no intestino delgado, mas também em um órgão-chave como o proventrículo. Além disso, as condições de ET afetam a presença e distribuição de EECs, sugerindo que alguns peptídeos TGI e aminas biogênicas podem estar implicados na regulação do apetite e ingestão voluntária de ração em frangos de corte estressados ​​pelo calor.

 

Por: M. Mazzoni, M. Zampiga, P. Clavenzani, G. Lattanzio, C. Tagliavia, F. Sirri, Effect of chronic heat stress on gastrointestinal histology and expression of feed intake-regulatory hormones in broiler chickens, animal, Volume 16, Issue 8, 2022, 100600, ISSN 1751-7311, https://doi.org/10.1016/j.animal.2022.100600.

Artigo completo disponível aqui: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1751731122001537

agriNews FM pt
Alltech rp
zinpro robapaginas
Itpsa nutri br 0722
Relacionado com Bem Estar
Alltech rp
agriNews FM pt
Banner Evento ESG Simposio Leite Integral
Yes

REVISTA NUTRINEWS BRASIL

Assine agora a revista técnica de nutrição animal

SE UNA A NOSSA COMUNIDADE NUTRICIONAL

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - O podcast do sector pecuário em espanhol
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agropecuárioagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor pecuário.