Minerais orgânicos diminuem a incidência de pododermatite em frangos de corte

23 Mar 2022

Minerais orgânicos diminuem a incidência de pododermatite em frangos de corte

A pododermatite ou dermatite do coxim plantar (FPD) é uma inflamação da pele que causa lesões necróticas na superfície plantar dos coxins das aves e é comumente observada em frangos de corte de crescimento rápido.
Cada vez recebendo mais atenção na indústria avícola, é uma condição considerada como:
pododermatite em frangos de corte
Em lesões de grau leve, a crosta, quando retirada, remove a epiderme superficial deixando a camada basal da epiderme intacta. Em casos graves, a úlcera é preenchida com exsudatos e contaminação bacteriana. Já, em lesões mais severas, úlceras profundas levam a abscesso crônico e fibrose (Nagaraj, 2004).
Além disso, as lesões constituem-se em uma porta de entrada para uma ampla gama de bactérias que proliferam nos tecidos internos das patas, com possibilidade de disseminação sistêmica.
Destas Staphylococcus aureus (S. aureus) é o patógeno mais prevalente associado à pododermatite responsável por mais de dois terços dos casos em algumas ocasiões (Heidemann Olsen et al., 2018; Thøfner et al., 2019).
pododermatite em frangos de corteAlém do impacto sanitário, a pododermatite pode afetar diretamente o desempenho dos animais. Aves com lesões de média a grave apresentam menor ganho de peso e piora na conversão alimentar, visto que apresentam dificuldade de locomoção e, portanto, menor acesso a ração e água.
As causas que desencadeiam a pododermatite são multifatoriais,  podendo ser:
Genética,
Manejo,
Estresse e imunossupressão e
Causas nutricionais (HARNS et al., 1977; GREENE et al., 1985; MARTRENCHAR et al., 1997; NUNES et al, 2013).

Genética
Os avanços das linhagens genéticas em busca dos melhores índices zootécnicos, principalmente velocidade de ganho de peso e melhora na conversão alimentar, trazem consigo, todavia, alterações em aspectos não zootécnicos como imunossupressão, pior qualidade de pele e pior rusticidade.
Manejo
A qualidade precária da cama é um fator importante para o aumento da incidência de pododermatite (Manual de manejo de frangos de corte ROSS, 2018, p.106).
A utilização de aviários mais modernos e automatizados, permite uma melhor ambiência e conforto para as aves, o que é muito benéfico. Entretanto, o alto investimento obriga o produtor a utilizar uma maior lotação de aves por m2 e com isso uma maior produção de fezes por m2.
Também, a indústria está produzindo aves mais pesadas (acima dos 3kg), o que somado a maior quantidade de aves/m2 leva a uma maior carga em kg de peso vivo /m2. A poucos anos atras tínhamos carga de 35kg/m2, mas atualmente é raro termos menos de 40kg/m2.
O mau manejo dos bebedouros e das placas evaporativas também são fontes significativas de umidade que contribuem para o aumento da umidade da cama.

Estresse e Imunossupressão
Ao mesmo tempo que temos aviários melhores, com melhores condições de ambiência, possibilitando melhores índices zootécnicos, temos aves com pior rusticidade e mais sensíveis. Uma prova disto, são as novas doenças e vírus que acometem as aves, que até pouco tempo eram desconhecidos ou que não causavam danos à produção.
pododermatite em frangos de corteVacinas atuais estão sendo modificadas para as novas variantes de vírus e novas vacinas para novos vírus estão sendo desenvolvidas. Mais do que nunca as empresas de vacinas tiveram tanto trabalho.
pododermatite em frangos de corteOutra prova disto é que até alguns anos atrás era bastante incomum o uso de adsorventes de micotoxinas em frangos de corte. É um seguro obrigatório para Matrizes Pesadas, mas não para os frangos.
Atualmente, é praticamente obrigatório o uso de adsorventes em frangos devido a maior sensibilidade das aves às micotoxinas. Não existe, atualmente, uma maior quantidade de micotoxinas nos ingredientes, aliás até pelo contrário, houve melhores significativas nas condições de colheita e armazenagem dos grãos, entretanto a verdade é que as aves estão cada vez mais sensíveis às micotoxinas.
pododermatite em frangos de corte
Causas nutricionais
A ração (seus níveis nutricionais e seus componentes) é tanto responsável pela qualidade das fezes quanto de levar os nutrientes essenciais a evitar a pododermatite nas aves. O farelo de soja é a principal fonte proteica da dieta, entretanto é rico em fibras não digestíveis pelas aves que leva a uma má qualidade de fezes (fezes pastosas), com alto teor de umidade. Também, existe uma relação direta do teor de umidade das fezes com o nível de sódio da dieta. Dietas com nível de sódio acima de 0,18% apresentam maior teor de umidade nas fezes.
Vitaminas e minerais possuem efeito direto sobre qualidade de pele e portanto, sobre a pododermatite.
Os microminerais desempenham um papel fundamental na integridade estrutural da pele e na cicatrização de feridas. Abaixo explicaremos como estes microminerais afetam a formação e/ou manutenção da integridade dos tecidos nos animais:
pododermatite em frangos de corte
pododermatite em frangos de corteO Zinco (Zn) participa da síntese de colágeno, que funciona como um elemento estrutural extracelular no tecido conjuntivo. Assim, a pele com maior teor de colágeno apresenta maior resistência. Além disso, o zinco participa da síntese de queratina (uma proteína estrutural das penas, pele, bico e garras) e ácido nucleico da pele, que são responsáveis ​​pela manutenção da qualidade da pele.
pododermatite em frangos de corteO Cobre (Cu)  é um cofator necessário para a enzima lisil oxidase, que participa ligação entre proteínas de colágeno e elastina, e é fundamental para a integridade estrutural dos tecidos.
pododermatite em frangos de corteO Ferro (Fe) é o micro-mineral mais abundante no corpo, sendo que 60% estão incluídos na hemoglobina do sangue. Participa de inúmeras rotas como precursor e participante direto como na formação da hemoglobina.  É também essencial para o crescimento atuando junto ao metabolismo energético, síntese de neurotransmissores e atividade antimicrobiana de fagócitos, bem como a síntese de DNA, colágeno e ácidos biliares.
pododermatite em frangos de corteO Manganês (Mn) é indispensável para o desenvolvimento e atividade normais dos tecidos, pois participa do metabolismo de carboidratos, lipídios e coagulação do sangue. É essencial para a prevenção da deformidade das tíbias e metatarsos de aves (perose, condrodistrofia e discondroplasia tibial).
pododermatite em frangos de corteO Selênio (Se) é componente da enzima glutationa peroxidase e atua como antioxidante contra a peroxidação lipídica. Desempenha importante papel na melhora de qualidade da pele em aves e apresenta efeito sobre a resistência dos animais ao estresse e doenças.
Os minerais orgânicos quelatados e seus benefícios sobre a produção e desempenho animal são amplamente estudados e comprovados, devido a maior biodisponibilidade por estarem sob a forma complexada com aminoácidos e pequenos peptídeos. Assim, estes minerais serão absorvidos por vias muito mais efetivas que os minerais inorgânicos.
Existem diferentes processos de fabricação dos minerais orgânicos, porém a qualidade do produto final está apoiada em 3 pilares:
Índice de quelatação: Usualmente confundido com a concentração, o índice de quelatação informa a real quantidade de mineral quelatado no produto final.
Constante Global de Estabilidade (Ks): É a força da ligação entre o mineral e os aminoácidos a que está ligado. Quanto maior a força da ligação entre os íons metálicos e seus aminoácidos, maior será a Ks e a estabilidade do mineral quelatado,
Biodisponibilidade: É a resultante entre o índice de quelatação com a constante global de estabilidade. A biodisponibilidade representa o que será absorvido e aproveitado pelo animal.

Atualmente, a linha de minerais YESSINERGY está em sua 3ª geração (G3), a qual evoluiu pelo processo de micronização possibilitando atingir maiores níveis de quelação o que rendeu uma patente verde para a empresa e um processo 100% sustentável.
Em recente pesquisa com frangos de corte, foi avaliando o efeito da substituição total das fontes de minerais inorgânicos pelo blend B-360 Poultry, composto pelos minerais orgânicos Zinco, Manganês, Cobre, Ferro e Selênio e por Iodato de cálcio.
O grupo alimentado com o blend de minerais orgânicos apresentou menor incidência de pododermatite, para os escores mais graves da enfermidade do que o grupo controle com minerais inorgânicos (Fig 1)

Os melhores índices de quelatação, constante de estabilidade e biodisponibilidade dos minerais que compõe o B-360 Poultry foram refletidos nos menores índices de pododermatite nos escores mais graves da inflamação.

*Referências bibliográficas citadas estão disponíveis com os autores.

biozyme robapagina
BANNER de LALLEMAND
agriCalendar
Subscribe Now!
Relacionado con Minerais
Últimos posts sobre Minerais

MAIS CONTEÚDOS DE

Dados da empresa
banner basf
agriCalendar
BANNER de LALLEMAND
Nuproxa 07-2023

REVISTA NUTRINEWS BRASIL
ISSN 2965-3371

Assine agora a revista técnica de nutrição animal

SE UNA A NOSSA COMUNIDADE NUTRICIONAL

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - O podcast do sector pecuário em espanhol
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agropecuárioagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor pecuário.