02 Mar 2022

Valorização da soja no mercado internacional e a alta nas cotações

Na última semana o USDA divulgou em seu Fórum anual o Outlook 2022, com as primeiras perspectivas para a safra […]

Na última semana o USDA divulgou em seu Fórum anual o Outlook 2022, com as primeiras perspectivas para a safra 22/23 nos EUA. Segundo os dados divulgados, estima-se que a área de plantio da soja receberá um acréscimo de 0,92% na safra 22/23, estimada em 35,61 milhões de hectares.
Com relação à produtividade da safra, o Departamento divulgou uma alta de 0,19% em relação à safra 21/22, projetada em 57,72 sc/ha. A ampliação da área poderá refletir no aumento de 1,24% no volume produzido ante ao ciclo anterior, atingindo 122,19 milhões de toneladas.
Um dos fatores do crescimento da área se deve a maior demanda mundial, uma vez que as exportações foram ampliadas em 1,86 milhão de toneladas, evidenciando o deslocamento na demanda para a soja norte-americana em meio aos problemas climáticos na América do Sul. Por fim, ainda há fatores em aberto para a definição da safra, sobretudo quanto as condições climáticas.
Destaques
DIFERENÇA CAI: com o crescimento das cotações na Bolsa de Chicago, a diferença de base MT-CME apontou recuo na última semana.
PRÊMIO SOBE: com a demanda externa aquecida pelo grão, o prêmio em Santos-SP valorizou na última semana, cotado em média a US$ 1,75/bu.
ALTOS PATAMARES: com a valorização da oleaginosa no mercado internacional, as cotações do Cepea exibiram alta de 3,12% no comparativo semanal.

As cotações correntes da soja na Bolsa de Chicago atingiram a máxima de nove anos na última semana.
O contrato corrente da soja na Bolsa de Chicago alcançou a média de US$ 16,43/bu na última semana (21 a 24/02), uma alta de 3,97% no comparativo. Vale ressaltar que no dia 23/02 a oleaginosa ficou cotada a US$ 16,75/bu, o maior valor desde 2013.
Esse movimento de alta está atrelado, principalmente, as tensões entre a Rússia e a Ucrânia, que vêm afetando diretamente as cotações das commodities. Além disso, os problemas climáticos nas áreas produtoras de soja na América do Sul desde o fim de 2021 também contribuíram para o cenário.
Essa elevação refletiu diretamente na valorização do grão em Mato Grosso, que exibiu alta de 1,75% no preço disponível na última semana, com a média do estado cotada a R$ 174,30/sc. Assim, mesmo com o aumento da oferta com o avanço da colheita em MT, o preço médio estadual seguiu o ritmo de valorização do mercado externo.

Fique ligado no mercado de commodities. Leia:

Mercado de commodities e o conflito entre Rússia e Ucrânia

Custo da produção de milho apresentou alta de 34,3%

Custo com fertilizantes representou 47,23% de todo o custeio da lavoura de soja

Itpsa nutri br 0722 Vetanco
Itpsa nutri br 0722
SIAVS
Yes
BANNER Tabelas Brasil
Relacionado com Grãos
Yes
SIAVS
Itpsa nutri br 0722
agriNews FM pt

REVISTA NUTRINEWS BRASIL

Assine agora a revista técnica de nutrição animal

SE UNA A NOSSA COMUNIDADE NUTRICIONAL

Acesso a artigos em PDF
Mantenha-se atualizado com nossas newsletters
Receba a revista gratuitamente em versão digital

DESCUBRA
AgriFM - O podcast do sector pecuário em espanhol
agriCalendar - O calendário de eventos do mundo agropecuárioagriCalendar
agrinewsCampus - Cursos de formação para o setor pecuário.